Poetas de Karaoke

Seremos nós, poetas de karaoke?

Rapper’s hoje em dia são como a pornografia

Nem todos dão tusa porque há uma oferta em demasia

Ofensa à filosofia da nossa imensa minoria

Um puto plagia, fotocopia pirataria

E unir avaria a quem tira a magia original

Yo, reflecte e repete comigo eu agi mal

Só tu sabes o que usaste e quando o poço tiver gasto

Do topo vai caindo e não és bem-vindo como um Padrasto

É aí que me afasto logo para baixo com pára-quedas

Não te curto como um payador não curto moedas

Boy ouve

Eu não preciso de regressos com sucessos

Eu faço poesia, a maioria faz versos

Esquece os outros mete os pontos nos I’s

Mete os contos no lixo

Ou sons bons no disco, Ouviste?

Consistência integridade longevidade na essência

Tens de ter paciência

Eu, pus-me na bixa, preenchi a ficha, ganhei uma T-Shirt

Quando ouvi chamar um bi chamado artista

À 1ª vista era fixe ter a profissão

Sou vocalista dou-te a lista dos que pensam que são

É relativo todo o título, toda a afirmação

Sou criativo e digo-lo com toda a estimação

Dicção é importante mas a tua e ficção

Como Dj’s que eu vejo nos pratos não mixam

Sem convicção

Sinto-me à frente de gente que tem como influência uma

Só referência, uma só canção

São imitação da escrita que limita a direção

Solicitação evitam, necessitam correção

Dizem que cantam hip-hop, mas não dizem nada

vêm com poesia mas é só fachada

O português não tá cansado eles vêm com o inglês

Eu pratico praticando a nossa língua outra vez

Seja hip-hop, seja rock são poetas de karaoke

Dá um stop se não faz block para os poetas de karaoke

No teu block no teu stock

são poetas de karaoke, poetas de karaoke, são poetas de

karaoke

Põe a gramática em prática

Didáctica ou dramaticamente, citando técnicas

Poéticas com estéticas

Fonéticas de sempre atento ao surpreendente

Com métricas à frente, para mentes cépticas exigentes

Isto é para todos, não é só para MCs

Isto é para Tugas que nunca escrevem na língua raiz

Querem ser internacionais mas tão cá no país

E nunca são originais são Nova Iorque ou Paris

Sempre fui D. Dinis, vocês são de onde der mais jeito

Onde houver mais fama e proveito

E se houver mais grana é aceite

E se houver uma dama com bom peito pensam que isso dá respeito?

Confere e confirma a afirmação? Vocês não acordam

Que eu condeno a vossa causa falsa que vocês abordam

Contractos são assinados com condições que não concordam

E as gravatas ficam gratas

Pelos escravos que as engordam

não há credibilidade na performance

O microfone não tá ligado isso para mim é non-sense

Não percebo o vosso ponto no meu som, eu ponho censo

Porque eu escrevo como falo, como sonho e como penso

Dizem que cantam hip-hop, mas não dizem nada

vêm com poesia mas é só fachada

O português não tá cansado eles vêm com o inglês

Eu pratico praticando a nossa língua outra vez

Seja hip-hop, seja rock são poetas de karaoke

Dá um stop se não faz block para os poetas de karaoke

No teu block no teu stock são poetas de karaoke

poetas de karaoke, são poetas de karaoke

Eeahh ouviste aquele som?

Ridículo pá, nojo pá, que… e pá, eu passo-me com aqueles gajos

É pá…estes gajos Sam the kid, Sam the kid

É sempre a mesma coisa eu… e depois vêm com aquelas letras

Tec tec tec tec? é pá… não percebo nada pá

Nunca gostei de rap pá… de certeza que não foram

à escola…pois não, não sabem escalas… não sabem

escalas…não sabem nada e depois vêm com… é a musica

É you know, you think, you are

E só o nome dele é contraditório… pois… Sam The Kid

o que e aquilo pá…aquilo é inglês, é americano

E quem é ele para me criticar…não é ninguém pá…. o

pá… devias era ouvir música pá… devias era ouvir música

Eles nem escrever sabem pá…o a, e, i, o, u não?

Eles nem tem a 4ª classe… Eu te faço-te que te aconteço-te

Que eles não percebem nada disso… eles não sabem escrever

[Sam The Kid]

Oh pessoal…pessoal, pessoal, é assim, vocês tão aí

A falar à toa mas eu digo-vos já, olhem… o meu português

Não é correto e sou mais poeta que vocês

Todos vós do rock, pop, hip-hop escrito em inglês

Com a desculpa que foi a música que ouviram ao crescer

Nunca precisei de ouvir hip-hop tuga para o fazer

Isso é o que dá mais prazer o meu idioma exploração

Vocês tentam outra língua para tentar exportação

Querem ser os Moonspell querem novos horizontes

Mas aqui o Samuel é Madre Deus é Dulce Pontes

Porque há uma identidade vocês são todos idênticos

São autênticos mendigos vendidos por cêntimos

Não compreendem o meu sentimento e mentem

Tentem jornalismo ou não comentem

Vocês fazem turismo de emoções que os outros sentem

Eu faço culturismo de expressões que todos sentem

Nunca se preparam e não param com novo reportório

O vosso não é actual é revista num consultório

E é notório que a história não quer a vossa presença

No relatório de Apolo rejeição foi a sentença

Eu sei, no que é que eu vi do tipo inox duro

Mais que fotocópias óbvias que eu chamo de XEROX puro

Vais ver como é, sais a pontapé

Porque eu subo tipo hoofer’s tu cais tipo p Sodré

És um café sem SportTV, com o spot vazio

Não se pode evoluir ao ignorar o desafio

É só preguiça!

Sam the kid

2

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *